• Civil Jr.

PROJETO DE MINORAÇÃO ACÚSTICA- O som não pode parar!

Atualizado: Mai 19


Cada vez mais as repúblicas têm investido em Projeto de Minoração Acústica afim de minimizar os problemas relacionados à perturbação sonora com a vizinhança. A ideia é garantir que o som das festas e sociais não incomode o seu entorno, e com isso o “rock” não tenha que acabar mais cedo! A minoração é uma ótima forma de evitar desentendimentos com os vizinhos, respeitar a Lei do Silêncio, e de não deixar o momento de lazer de lado.


O que o Projeto de Minoração acústica proporciona?


O Projeto de Minoração Acústica visa atenuar a propagação das ondas sonoras através da inserção de componentes e materiais mau condutores e que exercem a função de barreira física, e também gera uma melhora na qualidade do som em ambientes internos de modo que o conforto acústico dos ocupantes do local e dos vizinhos seja assegurado. Objetiva-se com ele também que a intensidade do som esteja de acordo com a lei vigente de modo que eventos realizados em tal localidade não representem um problema para os organizadores. Todas essas medidas devem ser alcançadas com eficiência e economia, utilizando materiais de alta qualidade e soluções práticas.


Como é feito?


- Os níveis sonoros são aferidos antes e depois da realização das intervenções com aparelhagem específica (decibelímetro);

- São respeitadas as normas Norma NBR 10.151 (ABNT, 1999) (Acústica – Avaliação do ruído em áreas habitadas, visando o conforto da comunidade – Procedimento) para a respectiva zona de proteção do local a ser realizado o projeto, seguindo o Plano Diretor do município.

- Laudo técnico: possui a relação das características do imóvel e dos pontos críticos, contendo as propostas de intervenções necessárias.

- Memorial Descritivo: contém o detalhamento das propostas de intervenção e forma de aplicação.

- Projeto de Minoração Acústica: une o detalhamento, em prancha, do imóvel com as propostas de intervenções.


Onde se aplica?


Este tipo de projeto se aplica em qualquer tipo de ambiente que produza ruídos de diversas origens ou aqueles que sejam vítimas de forma passiva desses ruídos.


Quais são os limites para os ruídos?


Acredita-se que o volume do som deve ser limitado apenas depois das 22 horas, mas isso não é verdade. O excesso de ruído é proibido em todos os horários do dia, pois o exagero pode causar vários problemas psicológicos como, crises nervosas, insônia e estresse.


A pessoa que se sente incomodada com o barulho pode acionar à polícia e os policiais analisarão o caso, e poderão colocar um fim no som, emitindo um termo circunstanciado e caso haja algum desentendimento, eles poderão encaminhar as partes ao Juizado Especial Criminal.


Quais os benefícios deste projeto?


Protege a tranquilidade e sossego da vizinhança e assegura que a república não sofra nenhuma multa e/ou processo devido ao excesso de poluição sonora.

Segundo o artigo 42 do Decreto-Lei n° 3.688/41 é estabelecida prisão de 15 dias a 03 meses ou multa para quem perturbar o sossego sob qualquer meio, seja através de uma festa noturna, uso de instrumentos musicais ou qualquer forma de barulho.


Para maiores informações ou orçamentos, entre em contato com a Civiljr. pelo telefone: (31)985956356, ou pelas redes sociais:-Instagram ou facebook: /civiljr.ufop.


Por Marcélia Marques.

52 visualizações
Brasil Júnior
FEJEMG
Core
Escola de Minas
UFOP
Civil Júnior Consultoria
Empresa Júnior de Engenharia Civil da Escola de Minas
Universidade Federal de Ouro Preto