• Civil Jr.

Por que fazer sondagem?



Quando alguém vai construir uma edificação surge a dúvida “Será mesmo que preciso fazer uma sondagem?” ou até mesmo já ouvimos aquela frase: “Eu sempre construí sem fazer sondagem e nunca deu problema”.


Por isso, para compreendermos a importância de uma sondagem, temos que entender para o que ela serve e quais os benefícios ela irá oferecer.


Quando alguém vai ao médico, o especialista sempre pede exames para diagnosticar o problema do paciente e dar o prognóstico. Na engenharia não é diferente, quando vamos construir é imprescindível que façamos uma sondagem para conhecer o terreno sobre o qual estamos construindo.


No caso de edificações simples, é comum o uso da sondagem a percussão (SPT) que é uma sondagem simples e de baixo custo. Essa sondagem visa colher amostras de cada metro do solo para verificar a resistência que ele possui, assim é possível entender melhor o comportamento do solo antes de construir.


A sondagem simples de recolhimento (SPT) proporciona 3 benefícios para o proprietário e sua obra.


1º) Economia: Ao se fazer uma sondagem no local onde será implantada uma edificação é possível ter uma economia muito grande no custo final de uma obra. Afinal, com a sondagem conseguimos identificar qual a resistência do solo e assim, dimensionar uma fundação mais econômica, uma vez que, os custos com concreto, aço, forma e mão de obra são significativamente elevados.

Quando não se faz uma sondagem, o responsável pelo projeto pode superdimensionar uma fundação, ou seja, adotar um valor baixo para a resistência do solo, aumentando os custos da fundação. Muitas vezes o proprietário gasta até 3 vezes mais por não ter feito sondagem.


2º) Segurança: Muitas patologias, hoje, presentes na construção civil, estão diretamente relacionadas a recalques em edificações, ou seja, falta de estudo do comportamento do solo. Após um tempo da construção, a estrutura começa a apresentar trincas e rachaduras que podem trazer prejuízo para o dono do imóvel e levar a estrutura ao colapso. Todavia, quando a sondagem é realizada, o responsável pela obra conhece melhor o solo do terreno, construindo, assim, de forma mais correta e evitando tais problemas.


3º) Conforto: Morar em uma casa com várias trincas e rachaduras não é agradável, além da estética do ambiente, também não transmite conforto para os que o habitam e frequentam. Com a sondagem, é possível projetar uma fundação adequada para que haja conforto para sua edificação, evitando tais patologias.


Uma situação que exemplifica os problemas gerados por problemas de fundação é o recalque diferencial que a torre de pisa na Itália sofreu e até mesmo os prédios em Santos-SP - uma situação que gera muito desconforto e que gera um alto custo para sua resolução.


Ficou com dúvida? Entre em contatos conosco para maiores informações.


Por João Vitor Ferreira, Thainá Rainho e Isabella Sena.

24 visualizações
Brasil Júnior
FEJEMG
Core
Escola de Minas
UFOP
Civil Júnior Consultoria
Empresa Júnior de Engenharia Civil da Escola de Minas
Universidade Federal de Ouro Preto